Trino Triada Tumarã - Mestre José Carlos
 
Adjunto Arcano

Quando Tia Neiva foi preparada na Alta Magia, foi levada por Humarran ao Oráculo de Simiromba e ali recebeu o direito de trazer a Estrela Candente e de formar os Trinos, que seriam os representantes das nossas Raízes, o que se seguiu da ordem superior para fazer os Adjuntos. A formação de Adjuntos Koatay 108 (atualmente Arcanos) foi feita para estabelecer uma hierarquia dentro da Corrente, um elo de sustentação das forças, cada um recebendo sua consagração que o ligou a um Ministro. Passou, assim, a se constituir no poder básico da Corrente do Amanhecer, sendo seus componentes integrados pelos médiuns - Doutrinadores e Aparás - que a ele devem escolher após o Consagração de Centúria. Os Adjuntos Presidentes de Templos Externos já compõem seu povo com a totalidade dos médiuns locais. • “Sabendo que tudo que atinge a Humanidade tem a sua Raiz ou Adjunto, que trabalha distintamente em seus Oráculos, em sintonia cabalística, vamos, meu filho, penetrar no mundo encantado de Simiromba, nosso Pai e de seus Ministros. Removendo séculos, encontraremos, dos nossos antepassados, suas heranças nos destinos que nos cercam. Você, meu filho, denominado ADJUNTO DO JAGUAR, ORÁCULO DO AMANHECER!” (Tia Neiva, 1.9.77)

CONSAGRAÇÃO

No dia 1º de maio de 1978, na Estrela Candente, foram consagrados os Adjuntos Rama, e, em 23 de julho do mesmo ano, foram consagrados os povos dos Adjuntos Koatay 108 - Arjuna-Rama -, que receberam também a sua Lei, em ritual feito por Tia Neiva, realizada na Cabala especialmente construída para sua realização, junto à Estrela Candente. Nas explicações sobre o ritual, Koatay 108 esclareceu:

•“Uma grande tribo partia para a guerra de suas novas conquistas quando um despertar de amor a fez voltar até o Santuário, pedindo a Amon-Rá que abençoasse aquele povo. Esta Iniciação, atravessando séculos, chegou até aqui! Arjuna-Rama entra no Oráculo - ou Santuário, com uma lança na mão, escoltado por ninfas Dharman Oxinto. No portão do Santuário pergunta à Solitária Yuricy se pode se espiritualizar. Esta vai à presença do Sacerdote, que está com os poderes de Koatay 108, que lhe responde: se for por bem, diga-lhe que entre! Ele entra e recebe os poderes que lhe são merecidos, sal e perfume, pelas seguintes palavras: EU TE CONSAGRO KOATAY 108! Em seguida, toma o vinho e vai até o Trino, que lhe concede a graça pedindo que traga à sua frente o seu povo, a sua tropa, como disse Amon-Rá, fazendo daquele valente comandante de outrora um Arjuna-Rama. Depois do consentimento do Trino, volta ao Santuário, onde Koatay 108 ou seu representante lhe dará a Lei, que significa o Roteiro de sua Jornada. Com a mudança de seus sentimentos, vai pedir outra vez a Koatay 108 para espiritualizar seu povo, que entra no Santuário e se espiritualiza. Arjuna-Rama recebe o sal e o vinho e, em frente aos seus Capu-Anês - Sétimos Raios - faz, de joelhos, seu termo: o Juramento. Então, segue com o seu povo”.

Quer tirar alguma dúvida, clique aqui.